quinta-feira, 6 de junho de 2013

Deusa Astarte - Panteão Fenício




Astarte  (grego Αστάρτη) (hebraico עשתרת) era a principal divindade para a civilização Fenícia que floresceu em período paralelo ao dos gregos antigos e posterior ao dos Sumérios. Ela era uma deusa da fertilidade e seu culto tinha uma carga profundamente erótica. Ao invés do sacrifício humano, típico do culto a Baal, outro Deus dos fenícios, o culto a Astarte era marcado principalmente pelas ritualística sexual.



Seus nomes: Nome: Asterate / Asterath / Astorate / Asterote / Astarte / Asera / Baalat.
Familia: Filha de Baal, Irmã gémea de Camoesh (Camos), esposa de Tamuz
Localização Temporal: Desde o dilúvio até a 18º dinastia egipcia.
Tempo de Vida: Aprox. 3600 anos.



Era deusa da lua e sua personificação era a estrela da manhã, o planeta Vênus. Ela é a evolução de uma divindade Suméria, Ishtar, e acredita-se que seja a precursora de Isis dos egípcios e de Afrodite. Seu culto porém era muito difundido porque ela era a deusa que prometia a vitória, a fertilidade, a fartura, o prazer, enfim, tudo de bom que a vida tem a oferecer.

Tem uma associação muito forte com o eixo Touro-Escorpião devido ao seu caráter profundamente erótico. Era frequentemente representada com serpentes, ou com uma meia-lua sobre sua cabeça. Seu festival era celebrado durante o coração da primavera, época marcada pela passagem do sol pelo signo de Touro, porque era o momento associado as floradas, quando os campos vicejavam na região do mediterrâneo, época marcada principalmente pela fertilidade que inundava o mundo e que era associada a essa deusa.


Na bíblia é conhecida porque em dado momento o Rei Salomão foi tentado pelo seu culto na época em que se relacionava com Jezabel, a rainha de Sabá (que ficava na Etiópia, região culturalmente dominada pelos fenícios na época). Jezabel idolatrava tanto a esta deusa quanto a Baal, pai de Astarte, e ficou conhecida na bíblia pela imagem negativa de "feiticeira" por ser uma mulher sexualmente independente, que se entregava a amantes e idolatrava uma deusa cujo culto era fortemente marcado pela sexualidade.


Oraçao à Deusa Astarte

Que eu tenha hoje e a cada dia,
A força dos Céus,
A luz do Sol
O resplendor do Fogo,
O brilho da Lua,
A presteza do Vento,
A profundidade do Mar,
A estabilidade da Terra,
A firmeza da Rocha.

Que assim seja!
E assim se faça!

(Deve ser pronunciada ao dormir e ao acordar)




Ritualismo

Os seus rituais eram múltiplos, passando por ofertas corporais de teor sexual, libações, e também a adoração das suas imagens ou ídolos. O seu principal culto ocorria no equinócio da primavera e era altura de grandes celebrações à fertilidade e sexualidade. O sexualismo e erotismo ligados ao seu culto faziam dela uma deusa muito adorada entre os povos da altura, exatamente pelo seu teor. Talvez seja este o motivo que levou o rei Salomão a adorar esta deusa (1 Reis 11:5), contrariando o seu Deus.



LUZ E HARMON

Caillean )0(

3 comentários:

samynaval disse...

Você teria alguma fonte de estudo, sobre esse tema, para me indicar?

Caillean )0( disse...

Ola samynaval

Seja muito bem vinda(o) à Casa da Floresta aqui voce é ENERGIA que soma a nossa.
Bem quanto a sua pergunta O Panteão Fenício é dificil de se achar uma bibliografia adequada. Busquei na própria internet, na Wikipedia e infelizmente nao tenho uma so fonte para te indicar a não ser um que encontrei recentemente muito interessante, pode lhe ajudar , passo o link ok

http://www.astrologosastrologia.com.pt/mitos&mitologia=mitologia_fenicia.htm


Espero que te ajude se precisar de algo mais nao se acanhe juntos podemos achar outras coisas.

Gratidão pela sua visita e apareça sempre!!!

Que os Deuses te ilumine sempre )0(

Carinho

Caillean

Anônimo disse...

Olá, será que hj em dia existe um local onde podemos fazer um ritual como antes, com ênfase sexual?

Podera lhe interessar...

Related Posts with Thumbnails